A expressão “saída limpa”, que provocou uma catarse nos partidos do centro (PSD e PS) configura em mim uma perturbação que passarei a explicar por via da seguinte metáfora, que os mais sensíveis se deverão abster de ler.
Uma saída limpa é algo parecido com aquelas limpezas que se fazem ao “fundo das costas” depois das descargas fecais que, por mais papel higiénico que se use, nunca se dão por completas mas que, face à hecatombe intestinal, dão a sensação de ficar limpas?
É que o caos é tal que a mais pequena ordem que se estabeleça depois pode parecê-lo… sem sê-lo!
destaques

Recent Posts

Lorvão e Alcobaça no Registo da Memória do Mundo

Passados três anos após a inscrição no Registo da Memória do Mundo dos manuscritos “Apocalipse do Lorvão” e “Comentário ao…

1 dia ago

Viver no interior não é uma fatalidade

Como o Fundão pode ser inspirador para Penacova Penacova tem um atraso estrutural que muito dificilmente conseguirá recuperar. Continuamos a…

2 dias ago

TRAGÉDIA – VERÃO 2017

 Texto escrito em 17 de Outubro de 2017 Cinco vidas ceifadas, 4 Bombeiros que necessitaram de deslocação aos HUC, 29…

7 dias ago

Devolver o imposto ou investir?

PS e PSD trocaram acusações sobre devolução do IRS A câmara de Penacova não vai devolver IRS aos munícipes em…

2 semanas ago

Casa onde nasceu António José de Almeida vai dar lugar a Museu da República

A Câmara Municipal de Penacova assinou hoje um Protocolo de Colaboração com o Centro de Estudos Disciplinares Século XX (CEIS…

2 semanas ago

Lixeira a céu aberto na descida do Botão

Lixo acumula-se na descida do Botão (IP3) Os portugueses estão a produzir mais lixo e as campanhas de sensibilização e…

3 semanas ago