AUTO-RETRATO DESILUDIDO

Há muitas palavras. 
Estão à nossa volta e é só escolher como quem escolhe num supermercado o que precisa para a vidinha dos dias. Algumas moles, outras duras como diamantes em bruto.
Mas há uma palavra que aos poucos vai cimentando a sua presença sobre as coisas e os dias.
Desilusão.
É a palavra que melhor me caracteriza, de há largas semans para cá.
Misturada com silêncio, ausência, letargia, alheamento, desinteresse, desencanto, desmotivação…
No céu noturno busco a Lua, porque é ela que impede o “tudo negro” e ali em baixo um mar arredio, pouco mais do que sussurrando a ténue ondulação sobre os calhaus sem olhos, que nem todos pedras. Até eles (Lua e mar) se me afiguram desiludintes. Provavelmente porque os olhos que a vêem e os ouvidos que o escutam se destreinaram na sua linguagem.
Revejo-me na absoluta pobreza deste texto, um arrazoado que revela bem a minha atual (in)capacidade para a escrita, pois que da cabeça tantas vezes delirante, nada de rasgos, as palavras sem cor, as frases de um total desinteresse e desalinho, uma amálgama de vulgaridade e mediocridade.
É como ver-me através de uma porta escancarada para a nulidade, um manto cinzento que oculta formas, formata o tempo e o espaço e portanto desenha a desilusão.
Para já, não prevejo “milagres”. 
Só mais silêncio, demasiado cansaço de tudo e de muitos “todos” e sempre uma tremenda e sufocante desilusão.
destaques

Recent Posts

Lorvão e Alcobaça no Registo da Memória do Mundo

Passados três anos após a inscrição no Registo da Memória do Mundo dos manuscritos “Apocalipse do Lorvão” e “Comentário ao…

1 dia ago

Viver no interior não é uma fatalidade

Como o Fundão pode ser inspirador para Penacova Penacova tem um atraso estrutural que muito dificilmente conseguirá recuperar. Continuamos a…

2 dias ago

TRAGÉDIA – VERÃO 2017

 Texto escrito em 17 de Outubro de 2017 Cinco vidas ceifadas, 4 Bombeiros que necessitaram de deslocação aos HUC, 29…

7 dias ago

Devolver o imposto ou investir?

PS e PSD trocaram acusações sobre devolução do IRS A câmara de Penacova não vai devolver IRS aos munícipes em…

2 semanas ago

Casa onde nasceu António José de Almeida vai dar lugar a Museu da República

A Câmara Municipal de Penacova assinou hoje um Protocolo de Colaboração com o Centro de Estudos Disciplinares Século XX (CEIS…

2 semanas ago

Lixeira a céu aberto na descida do Botão

Lixo acumula-se na descida do Botão (IP3) Os portugueses estão a produzir mais lixo e as campanhas de sensibilização e…

3 semanas ago