Coral Divo Canto deu concerto de Natal partilhando com Travanca a sua música e simpatia

Promovido pela Junta de Freguesia em colaboração com a Paróquia, realizou-se esta tarde, na Igreja Matriz,  o anunciado Concerto de Natal pelo Grupo Divo Canto, de Penacova. O reportório, onde predominaram os temas natalícios, transmitiu a todos os que puderam assistir, apesar de uma tarde de invernia que se fez sentir, os nobres sentimentos de harmonia, fraternidade e paz, que fazem parte dos valores do Natal.  De realçar também o ambiente de simpatia e fraternidade que os elementos do grupo demonstraram. A terminar esta breve nota, deixamos alguns apontamentos (com base nos elementos que acompanhavam o programa distribuido) sobre o historial do Grupo Coral e sobre a biografia do seu Maestro, Pedro Rodrigues,  que na Escola de Música de Travanca, orientada pelo Prof. Celestino, deu os primeiros passos no mundo da música.
 
HISTORIAL DO GRUPO
A origem do Coral Divo Canto da Casa do
Povo de Penacova está  numa congregação
de pessoas de várias localidades com a mesma paixão pela música que, todos os
anos, na época natalícia, se juntavam para participar, conjuntamente com a Filarmónica
desta Instituição. A oficialização do grupo coral remonta ao ano de 2003, depois
de apresentado o projecto da Casa do Povo à Câmara Municipal de Penacova. O então
vereador da cultura, Prof. António Simões e o presidente da Câmara, Engº
Maurício Marques, apoiaram desde logo este projecto. O seu primeiro ensaio,
como coro polifónico da Casa do Povo de Penacova, foi no dia 2 de Abril de
2003, tendo começado com 3 5 elementos. O seu primeiro maestro foi Nuno Campos.
Teve a sua primeira actuação a 24 de Abril de 2004 e teve a apadrinhar a sua
estreia o grupo coral da Carapinheira. Desde então a sua actividade tem vindo
num crescendo com actuações em encontros no nosso concelho e no distrito de
Coimbra, promovidos pelo INATEL e algumas cerimónias e eventos promovidos pelo Município.
Organiza anualmente encontros de coros de Penacova onde recebe grupos e promove
intercâmbios culturais. Recentemente deslocou-se a Tavira onde participou num
encontro internacional de Coros. Também realiza anualmente um concerto de
Natal, em conjunto com a Banda Filarmónica da Casa do Povo de Penacova, numa
partilha de música e espírito natalício. A direcção artística do Coral DIVO
CANTO está hoje a cargo do Maestro Pedro Rodrigues.
Do mesmo, aqui ficam algumas notas biográficas:
 
Pedro André Rodrigues, nasceu em
Oliveira do Mondego a 21 de Janeiro de 1985, filho da Profª Lurdes Simões,
iniciou os seus estudos musicais com a idade de 7 anos com o Professor e  Maestro  Celestíno  Ortet 
na  Escola de Música de Travanca do
Mondego.
Como Pedro Rodrigues referiu, foi aqui
que a sua formação musical começou e foi também em Travanca que frequentou o
Jardim de Infância. Por isso, não esqueceu uma palavra de reconhecimento e de
saudade pelo Sr. Padre Veiga.
Completou o 5º Grau de Formação Musical
no Conservatório de Música de Coimbra (CMC) 
com 14 anos e o 8º Grau em 2002.Nesse  ano , no C.M.C. , prosseguiu a sua formação também
na área de canto e de piano, completando o 5.º Grau de Piano em 2005. Estuda
canto há 5 anos. Em 2007 completou um curso de direção coral com o Maestro
Artur Pinho no seio do Orfeon Académico de Coimbra, o qual se revelou
determinante na sua escolha por esta área da música. Em Setembro de 2007
assumiu a direcção artística do Coral Divo Canto.
 
 
 
destaques

Recent Posts

Casa Aurora quer trazer turistas para Friúmes

Carlos e Palmira Pinheiro A casa, à entrada de Friúmes, começou a ser reconstruida há cinco anos, pelo pai de…

7 dias ago

Obras no “Ténis” depois de duas décadas de abandono

A obra vai custar meio milhão de euros Quem é de Penacova facilmente se lembrará das grandes festas que se…

3 semanas ago

Parque de Louredo pisca o olho aos canoístas

Louredo Natura Parque No início do ano, a câmara de Poiares inaugurou o Louredo Natura Parque. O espaço tem tudo…

4 semanas ago

O MOMENTO DOS PROFESSORES

Em termos laborais, nada há de mais justo do que contar o tempo de serviço efetivamente prestado, seja qual for…

1 mês ago

Antero mestre relojoeiro há cinquenta anos

Antero Alves tem 74 anos Encontro o mestre relojoeiro na conhecida rua Conselheiro Barjona de Freitas, no coração de Penacova.…

1 mês ago

O FUTURO DO IP3

Hoje assisti ao anúncio público, das obras de requalificação do IP3. Porque sou testemunha de muitas tragédias, quero acreditar que…

2 meses ago