“Teresa de Portugal” um grande presente de Natal

A autora com a filha Matilde
Este é um livro dirigido, sobretudo, às crianças, para ser lido nas salas de aula, “e para que os mais pequenos comecem a conhecer melhor as grandes figuras da nossa história”, sublinha Paula Silva, a autora de “Teresa de Portugal.”
De facto, D. Teresa “foi, sem dúvida, depois de ter sido rainha de Leão, pelo seu casamento com D. Afonso IX, a mulher mais poderosa do seu tempo em Portugal”, escreve Nelson Correia Borges, num texto introdutório.
“Tenho uma admiração especial por ela porque vejo, no seu trajeto, algumas semelhanças com a minha experiência de vida, desde a ligação estreita aos avós, ao facto de, em determinado período, ter sido obrigada a afastar-se da família”, confessa a autora.
Paula Silva, licenciada em História, é a responsável pela Biblioteca Municipal de Penacova. Esta é a sua quarta investida no mundo das letras. Em 2000 escreveu “Os Palitos na Freguesia de Lorvão”, um livro que retrata o riquíssimo património desta arte tão penacovense, em 2004 foi autora de uma publicação que evocou o centenário da cerâmica da Estrela d’Alva, outro dos grandes ícones do município e em 2007 foi responsável por um livro sobre os forais de Monforte.
“A ideia para escrever o livro surgiu por altura da planificação do trabalho dos 300 anos da trasladação das santas rainhas e foi um desafio da senhora vereadora da cultura, Fernanda Veiga”, afirma Paula Silva que contou com a colaboração de Cristina Carvalho nas ilustrações – “é alguém que domina esta técnica e julgo que resultou muito bem. Temos uma máquina de costura na biblioteca e a Cristina, sempre que é necessário, sabe como fazer.”
Este livro “Teresa de Portugal”, dedicado a Santa Teresa de Lorvão, “rainha, mulher, mãe e monja de grandes virtudes”, como escreve o historiador Nelson Correia Borges, faz parte de um projeto mais abrangente que tem por objetivo resgatar a história das grandes figuras, factos e património do município – ” o projeto “Memórias de Penacova” está sempre em evolução. Quem sabe se a próxima figura não será António José de Almeida?”, concluiu Paula Silva.
destaques

Recent Posts

Ex-presidentes de junta querem reversão das freguesias

Em 2013 São Paio foi agregada à freguesia de São Pedro de Alva O governo quer voltar a reorganizar o…

1 semana ago

Penacova e a Senhora do Mont’Alto

Gravura publicada no século passado  na imprensa local O nascimento de Nossa Senhora ou a Natividade de Maria é uma…

2 semanas ago

MEMO 18 – Confraria da Lampreia criada há quinze anos

Os percursores da Confraria da Lampreia de Penacova Em agosto de 2003 nasceu, por escritura pública, a Confraria da Lampreia…

3 semanas ago

INCÊNDIOS FLORESTAIS

Ao dar uma olhadela nos meus arquivos da semana passada encontrei esta capa de jornal. Cada um interpreta como quiser.…

3 semanas ago

História da Casa do Povo de S. Pedro de Alva é o tema de novo livro de Alfredo Fonseca

No dia 15 de Julho teve lugar a apresentação de mais um livro de Alfredo Santos Fonseca. É o oitavo…

4 semanas ago

História da Casa do Povo de S. Pedro de Alva é o tema de novo livro de Alfredo Fonseca

No dia 15 de Julho teve lugar a apresentação de mais um livro de Alfredo Santos Fonseca. É o oitavo…

4 semanas ago