Corpos Sociais da Confraria da Lampreia para o triénio 2017-2020 iniciaram funções

Os Corpos Sociais da Confraria da Lampreia, para o
triénio 2007-2020, eleitos no passado dia 2 de Dezembro, tomaram posse no dia 7
de Janeiro. A cerimónia, bem como a reunião que se seguiu, decorreu numa
sessão aberta ao público, para a qual foram convidados os administradores dos
principais blogues penacovenses.
Depois da tomada de posse e da distribuição de pelouros, o Presidente da
Direcção, Luís Pais Amante, apresentou “As Linhas Orientadoras da Actividade a
prosseguir pela Confraria”, bem como o “Código de Conduta”, documentos que já haviam sido objecto de discussão e foram agora formalmente ratificados. 
A Confraria define como “Objectivos Genéricos”: implementar o código de conduta dos membros da
Direcção, garantir a sustentabilidade da
Confraria, rejuvenescer o quadro confrádico,  incrementar a imagem e a visibilidade e envolver
os confrades. 
Relativamente ao Código de Conduta, foi salientada a extrema
importância da “imagem, atenção,
apresentação, inovação e acerto das medidas preconizadas” e reafirmado que a “Missão”
dos confrades, é, em última análise, “elevar a Confraria, os seus Eventos,
Penacova e os Penacovenses.”
Do vasto conjunto de “objectivos específicos” apresentados pela Direcção, salientaríamos a intenção de  celebrar um Protocolo
com a Câmara Municipal  “para colaboração genérica, em prol do
concelho, e específica, de funcionamento recíproco”. Foi também equacionada a
necessidade de um novo espaço-sede,  com  carácter polivalente, de modo  a possibilitar a realização de diversas
actividades e conferir  maior
visibilidade à Confraria e às suas causas. Pretende-se ainda, propor “novos
Confrades Amigos, nomeadamente, as Juntas de Freguesia ribeirinhas do concelho”
e “nomear como Confrades de Honra, elementos fundadores da Confraria que lhe
tenham prestado serviços relevantes“. No campo das Relações Públicas e
Comunicação, decidiu-se reactivar a curto prazo, o “site” da Confraria e o mais
breve possível, lançar um blogue e marcar presença noutras redes sociais.
No entanto, a  prioridade das prioridades, no entender de
Luís Pais Amante, e de todos os membros presentes, é a criação do  Museu da Lampreia. Uma ideia que já vem de
2008. Onde, como? Ainda não é possível determinar, mas Penacova não se pode
atrasar, tem que ser pioneira, não se pode deixar ultrapassar, reafirmou o
presidente da Direcção. Espaço autónomo, secção de um futuro Museu Municipal? Questões que ficam em aberto. Também foi
abordada a ideia de criação de um Centro Interpretativo.  Sobre este assunto, o Arquitecto Fábio
Nogueira, recordou que o Plano de Acção 
de Regeneração Urbana de Penacova – PARU – prevê a instalação de um Centro
Fluvial de Investigação e Vigilância Ambiental, propósito que vem ao encontro
desta preocupação.
Após o almoço, decorreu mais um espaço de reflexão e de
recolha de sugestões para o Plano de Actividades a ser elaborado oportunamente.
Foi de novo sublinhada a questão do Museu da Lampreia, estrutura que, seja qual
for o modo de concretização, deverá contar sempre com a supervisão da
Confraria.
Outras ideias surgiram: assinalar o Dia da Confraria,
coincidindo, por exemplo, com a data da escritura; lançar meses temáticos (além
da lampreia, míscaros, doçaria conventual); organizar cursos
/workshops de
Micologia; dotar a Confraria de uma biblioteca especializada e promover a
educação ambiental e a consciência ecológica, centrada num melhor conhecimento
desta espécie, ultrapassando o debate geralmente focado apenas no consumo.
Falta ainda referir a realização, em data a definir mas ainda este mês e para
assinalar o início da época da lampreia, de um evento musical  de Fado de Coimbra nos Claustros do Mosteiro
de Lorvão, que poderá vir a ser designado por “Serenata à Lampreia”. Foi também
decidido que no próximo dia 20 os novos corpos sociais se deslocarão à Câmara
Municipal para apresentação de cumprimentos ao Executivo.

Recorte do Jornal Nova Esperança de 31 de Agosto de 2003
destaques

Recent Posts

Pista da Atalhada continua sem homologação

Pista da Atalhada foi inaugurada em 2014 Foi inaugurada pelo município em setembro de 2014 para servir de palco, sobretudo,…

3 dias ago

MEMORABILIA 19 – “Ó camarada cá vai uma pulha!”

O aparelho que amplificava o som das pulhas O lançar das pulhas era uma tradição antiga, do tempo dos nossos…

2 semanas ago

A Lenda dos Três Rios

Muitas das compilações existentes sobre lendas portuguesas a referem, atribuindo-a à tradição oral da zona de Pombeiro da Beira, mas…

2 semanas ago

DA FICÇÃO À REALIDADE

  Este é o complexo diagrama das estruturas coordenadas pela Agif, a nova a Entidade criada pelo governo para coordenar…

2 semanas ago

Portugal Green Travel instala-se em Penacova

Hugo Teixeira Francisco tem raízes em Penacova Um novo operador turístico especializado em produtos ligados ao turismo/natureza, destinos/aventura e produtos…

3 semanas ago

Memórias da Beira Serra: gravuras do boletim “A Acção Regional” 1931-1934

De 1931 a 1934 publicou-se em Lisboa um boletim trimestral que tinha como título “A Acção Regional”. Dirigido por José…

1 mês ago