Corpos Sociais da Confraria da Lampreia para o triénio 2017-2020 iniciaram funções

Os Corpos Sociais da Confraria da Lampreia, para o
triénio 2007-2020, eleitos no passado dia 2 de Dezembro, tomaram posse no dia 7
de Janeiro. A cerimónia, bem como a reunião que se seguiu, decorreu numa
sessão aberta ao público, para a qual foram convidados os administradores dos
principais blogues penacovenses.
Depois da tomada de posse e da distribuição de pelouros, o Presidente da
Direcção, Luís Pais Amante, apresentou “As Linhas Orientadoras da Actividade a
prosseguir pela Confraria”, bem como o “Código de Conduta”, documentos que já haviam sido objecto de discussão e foram agora formalmente ratificados. 
A Confraria define como “Objectivos Genéricos”: implementar o código de conduta dos membros da
Direcção, garantir a sustentabilidade da
Confraria, rejuvenescer o quadro confrádico,  incrementar a imagem e a visibilidade e envolver
os confrades. 
Relativamente ao Código de Conduta, foi salientada a extrema
importância da “imagem, atenção,
apresentação, inovação e acerto das medidas preconizadas” e reafirmado que a “Missão”
dos confrades, é, em última análise, “elevar a Confraria, os seus Eventos,
Penacova e os Penacovenses.”
Do vasto conjunto de “objectivos específicos” apresentados pela Direcção, salientaríamos a intenção de  celebrar um Protocolo
com a Câmara Municipal  “para colaboração genérica, em prol do
concelho, e específica, de funcionamento recíproco”. Foi também equacionada a
necessidade de um novo espaço-sede,  com  carácter polivalente, de modo  a possibilitar a realização de diversas
actividades e conferir  maior
visibilidade à Confraria e às suas causas. Pretende-se ainda, propor “novos
Confrades Amigos, nomeadamente, as Juntas de Freguesia ribeirinhas do concelho”
e “nomear como Confrades de Honra, elementos fundadores da Confraria que lhe
tenham prestado serviços relevantes“. No campo das Relações Públicas e
Comunicação, decidiu-se reactivar a curto prazo, o “site” da Confraria e o mais
breve possível, lançar um blogue e marcar presença noutras redes sociais.
No entanto, a  prioridade das prioridades, no entender de
Luís Pais Amante, e de todos os membros presentes, é a criação do  Museu da Lampreia. Uma ideia que já vem de
2008. Onde, como? Ainda não é possível determinar, mas Penacova não se pode
atrasar, tem que ser pioneira, não se pode deixar ultrapassar, reafirmou o
presidente da Direcção. Espaço autónomo, secção de um futuro Museu Municipal? Questões que ficam em aberto. Também foi
abordada a ideia de criação de um Centro Interpretativo.  Sobre este assunto, o Arquitecto Fábio
Nogueira, recordou que o Plano de Acção 
de Regeneração Urbana de Penacova – PARU – prevê a instalação de um Centro
Fluvial de Investigação e Vigilância Ambiental, propósito que vem ao encontro
desta preocupação.
Após o almoço, decorreu mais um espaço de reflexão e de
recolha de sugestões para o Plano de Actividades a ser elaborado oportunamente.
Foi de novo sublinhada a questão do Museu da Lampreia, estrutura que, seja qual
for o modo de concretização, deverá contar sempre com a supervisão da
Confraria.
Outras ideias surgiram: assinalar o Dia da Confraria,
coincidindo, por exemplo, com a data da escritura; lançar meses temáticos (além
da lampreia, míscaros, doçaria conventual); organizar cursos
/workshops de
Micologia; dotar a Confraria de uma biblioteca especializada e promover a
educação ambiental e a consciência ecológica, centrada num melhor conhecimento
desta espécie, ultrapassando o debate geralmente focado apenas no consumo.
Falta ainda referir a realização, em data a definir mas ainda este mês e para
assinalar o início da época da lampreia, de um evento musical  de Fado de Coimbra nos Claustros do Mosteiro
de Lorvão, que poderá vir a ser designado por “Serenata à Lampreia”. Foi também
decidido que no próximo dia 20 os novos corpos sociais se deslocarão à Câmara
Municipal para apresentação de cumprimentos ao Executivo.

Recorte do Jornal Nova Esperança de 31 de Agosto de 2003
destaques

Recent Posts

Lorvão e Alcobaça no Registo da Memória do Mundo

Passados três anos após a inscrição no Registo da Memória do Mundo dos manuscritos “Apocalipse do Lorvão” e “Comentário ao…

1 dia ago

Viver no interior não é uma fatalidade

Como o Fundão pode ser inspirador para Penacova Penacova tem um atraso estrutural que muito dificilmente conseguirá recuperar. Continuamos a…

2 dias ago

TRAGÉDIA – VERÃO 2017

 Texto escrito em 17 de Outubro de 2017 Cinco vidas ceifadas, 4 Bombeiros que necessitaram de deslocação aos HUC, 29…

7 dias ago

Devolver o imposto ou investir?

PS e PSD trocaram acusações sobre devolução do IRS A câmara de Penacova não vai devolver IRS aos munícipes em…

2 semanas ago

Casa onde nasceu António José de Almeida vai dar lugar a Museu da República

A Câmara Municipal de Penacova assinou hoje um Protocolo de Colaboração com o Centro de Estudos Disciplinares Século XX (CEIS…

2 semanas ago

Lixeira a céu aberto na descida do Botão

Lixo acumula-se na descida do Botão (IP3) Os portugueses estão a produzir mais lixo e as campanhas de sensibilização e…

3 semanas ago