O resistente Texas-Bar do Cerquedo

O Texas-Bar fica no Cerquedo
Faço-me à estrada, para os lados de Carvalho, e não há cruzamento que não tenha uma placa indicando o supermercado da Espinheira! As médias e grandes superfícies comerciais esmagaram o pequeno comércio e, hoje em dia, nas aldeias do interior, já é difícil encontrar uma pequena mercearia ou venda de porta aberta.
Na aldeia de Cerquedo, dois pequenos comércios resistem ao rolo compressor dessas áreas comerciais. O nome de um deles chama-me a atenção: Texas-Bar! Maria Rosa Santos e José Cruz Ferreira dirigem o negócio há décadas mas, o presente é incerto, “hoje quase não se vende nada! Se tirar um café ou dois por dia e vender um quilo de açúcar já é muito!”, confessa a proprietária. O Texas-Bar tem café, de um lado, e do outro uma pequena mercearia, mas o movimento é cada vez menor, diz-me Maria Rosa – “os mercados grandes, como o da Espinheira, deram cabo do negócio. Ainda por cima, aqui na aldeia, há outra venda que até é de uma madrinha minha!”
A conversa com Maria Rosa é interrompida pelo marido – “o senhor é da política? É que eles só se lembram de nós nestas alturas.” Respondo que sou jornalista e quero escrever um texto sobre as dificuldades do pequeno comércio, mas José Ferreira insiste – “a estrada da Portela de Oliveira para Carvalho está uma miséria!”. A esposa, Maria Rosa, entra na conversa – “ouvi dizer que o senhor dos bombeiros vai ganhar!” Respondo que a escolha será dos eleitores e tento centrar o diálogo no tema que me trouxe ao Cerquedo – “Estamos aqui há trinta anos, talvez! Hoje em dia quase não vale a pena ter a porta aberta”, responde Maria Rosa que me revela que o livro dos calotes ainda dificultou mais as coisas – “há aqui pessoas que me estão a dever dinheiro, muitos contos, ainda na moeda antiga!” O Texas-Bar é um espaço pequeno, mas agradável, com um pequeno balcão, matraquilhos e a, inevitável, televisão, mas a concorrência afastou os clientes – “a malta nova prefere o bar do salão”, afirma Maria Rosa.
No Cerquedo, tal como em tantas aldeias do interior do país, o envelhecimento da população, a emigração, a falta de emprego e a concorrência das grandes áreas comerciais, acaba por condenar estes pequenos negócios.
O Texas-Bar, que funciona como café e pequena mercearia, vai resistindo, ao passar dos dias…
destaques

Recent Posts

Pista da Atalhada continua sem homologação

Pista da Atalhada foi inaugurada em 2014 Foi inaugurada pelo município em setembro de 2014 para servir de palco, sobretudo,…

3 dias ago

MEMORABILIA 19 – “Ó camarada cá vai uma pulha!”

O aparelho que amplificava o som das pulhas O lançar das pulhas era uma tradição antiga, do tempo dos nossos…

2 semanas ago

A Lenda dos Três Rios

Muitas das compilações existentes sobre lendas portuguesas a referem, atribuindo-a à tradição oral da zona de Pombeiro da Beira, mas…

2 semanas ago

DA FICÇÃO À REALIDADE

  Este é o complexo diagrama das estruturas coordenadas pela Agif, a nova a Entidade criada pelo governo para coordenar…

2 semanas ago

Portugal Green Travel instala-se em Penacova

Hugo Teixeira Francisco tem raízes em Penacova Um novo operador turístico especializado em produtos ligados ao turismo/natureza, destinos/aventura e produtos…

3 semanas ago

Memórias da Beira Serra: gravuras do boletim “A Acção Regional” 1931-1934

De 1931 a 1934 publicou-se em Lisboa um boletim trimestral que tinha como título “A Acção Regional”. Dirigido por José…

1 mês ago