Candidatos querem reabertura do hotel

Hotel dominou discussão sobre turismo
Entre janeiro e julho, os proveitos totais do turismo na região centro cresceram 19%. Os dados do INE revelam uma clara subida da atividade turística no centro de país. As dormidas cresceram 14,9%, muito acima dos 8,5% da média nacional. Ainda neste campo, as dormidas de não residentes subiram 28,2%.
Os números oficiais provam que o boom do turismo não está só a beneficiar destinos tradicionais como o Algarve, Lisboa e Porto, mas também a chegar a outras partes do território nacional. Penacova, infelizmente, tarda em acordar para esta realidade!
Ora, o turismo e, em concreto, a atual situação do hotel de Penacova, que como se sabe está encerrado há meia dúzia de anos, foi um dos temas do debate entre os quatro candidatos à câmara de Penacova organizado pela estação de rádio Mundial.
“Um concelho que se quer de vocação turística não pode ter o hotel fechado e, por isso, a sua reabertura será uma das minhas bandeiras, será uma prioridade”, afirmou Jorge Conceição, do CDS/PP. Sobre as dúvidas em relação à data de encerramento da unidade hoteleira, colocadas por Humberto Oliveira, recandidato pelo PS, se seria em 2007 ou 2010, aludindo às alegadas más gestões dos concessionários, o candidato centrista voltou ao tema e disse, de forma assertiva, que “o que mais interessa aqui não é saber quando fechou, mas quando vai reabrir!”, disse Jorge Conceição.
Também o candidato do PSD, António Simões defendeu a reabertura do hotel de Penacova. “É inimaginável a situação a que se chegou, mas julgo que ainda é possível! O hotel faz muita falta a Penacova. Uma solução será encontrar um investidor, outra será criar parcerias, por exemplo, com a Escola Beira Aguieira.” O candidato do PSD referiu que a câmara, enquanto um dos maiores acionistas da sociedade detentora daquela unidade, “que tem assento no conselho de administração”, também é responsável pelo estado de abandono que se arrasta há vários anos.
Dado o vazio existente nos órgãos diretivos da sociedade “Hotel de Penacova, SA”, Humberto Oliveira comprometeu-se a avançar para o conselho de administração e desafiou António Simões e aqueles que exigem uma solução para o hotel, a fazerem o mesmo!
Já sobre as causas que terão levado ao encerramento da unidade hoteleira, o recandidato socialista, avançou uma explicação – “pensou-se que construindo um hotel, o assunto do turismo estava resolvido, mas não é bem assim!”, afirmou Humberto Oliveira que sustentou ainda que “a única altura em que o hotel funcionou razoavelmente bem foi com o primeiro concessionário, Gonçalves & Ferraz.”
A candidata da CDU deu a entender que a questão do hotel não é uma prioridade e defendeu que “sendo Penacova um concelho com belezas naturais invejáveis, é preciso, em primeiro lugar, criar estruturas que permitam aumentar a permanência no concelho de quem nos visita.” No capítulo do turismo, Isabel Bem-Haja avançou com as propostas de criação de um geoparque, aproveitar o grande potencial do rio e dos milhares de pessoas que, anualmente, descem o Mondego e não visitam Penacova e ainda dinamizar o património e as aldeias.
Para além da reabertura do hotel de Penacova, o candidato do CDS/PP, Jorge Conceição defendeu a criação de um museu dedicado ao rio e suas tradições, rentabilizar as descidas do Mondego, através de novos circuitos de transporte, criação de espaços para recolha de canoas e estacionamento, e negociar com a EDP, a viabilidade turística dos terrenos da albufeira da Aguieira.
Neste capítulo do turismo, o candidato do PSD, António Simões disse que “falta uma visão estratégica” e que sem ela é mais difícil chegar aos investidores. “Não entendo como é que o conjunto de moinhos da serra da Atalhada está assim, ao abandono, com o restaurante vandalizado. Poderia ser um projeto diferenciador no país! Não entendo como é que os restaurantes, Piscinas e Panorâmico, estão fechados!”
Na resposta, Humberto Oliveira deu ênfase à obra feita e referiu os circuitos de trail e btt, as duas bandeiras azuis nas praias fluviais, a remodelação do Museu do Moinho, na Portela de Oliveira, a pista da Atalhada e o futuro centro interpretativo do Mosteiro de Lorvão. “O que temos estado a fazer é criar estes projetos de atratividade, depois virá a fase de dar visibilidade a tudo isto”, concluiu.
É provável que, em Penacova, a data passe despercebida, mas hoje, 27 de setembro, é o Dia Mundial do Turismo!
destaques

Recent Posts

Casa Soares uma mercearia que resiste ao tempo!

Um bom bacalhau é na "Casa Soares" É uma pequena mercearia que resiste ao tempo e à concorrência das grandes…

3 dias ago

Vítima do fogo em Lufreu desespera pela casa

Reconstrução está bastante atrasada A aldeia do Lufreu foi das mais castigadas pelos incêndios do ano passado. O fogo destruiu…

2 semanas ago

Canil/gatil ainda não saiu do papel

 Projeto do futuro canil/gatil            FONTE: CMP A primeira edição do Orçamento Participativo de Penacova aconteceu…

3 semanas ago

Crédito Agrícola vê oportunidade e vai para o Terreiro

Crédito Agrícola vai ocupar local nobre de Penacova Nos anos mais recentes, BPI, BIC e agora o BCP encerraram balcões…

1 mês ago

Penacova na pintura de Eugénio Moreira

"Ferreirinha " retrato a óleo 73 x 93 Museu Nacional Soares dos Reis De acordo com Abel Salazar, Eugénio Moreira…

1 mês ago