Breve apontamento sobre a proclamação da República em Penacova

A versão corrente dos acontecimentos sobre a implantação da República em Penacova passa, geralmente, pelo relato feito pelo Jornal de Penacova de 8 de Outubro de 1910 e pouco mais. Poder-se-á invocar o Auto de Aclamação onde constam algumas dezenas de assinaturas de muitos penacovenses. Um pouco tidos quase como lendários, poderão ainda ser referidos alguns episódios inusitados como aquele em que Amândio Cabral subiu por uma escada ao telhado dos Paços do Concelho para bem alto içar a bandeira verde-rubra. 
Além do relato oficial que podemos encontrar, quer nas actas das sessões dos órgãos municipais, quer noutros documentos dispersos, dispomos ainda de alguns periódicos locais, onde se destaca o Jornal de Penacova, que – apesar do seu carácter partidário, nalgumas fases da sua existência – nos fornece um vasto conjunto de informações que nos permite compreender melhor as dinâmicas duma época que tem como marca fundamental a mudança de regime político. 
Em Penacova, o republicanismo não nasceu no dia 5 de Outubro, ou melhor, no dia 6, quando nesta vila foi conhecida a notícia. Também aqui, o ideário republicano vinha germinando há alguns anos, por acção de
... [Ler artigo completo]

Talvez também queira ver ...