Peru dá prémio à Padaria do Largo

Armando, João Fernando, Marília e Paula
Todos os anos a ACIP – Associação de Comércio e Indústria de Panificação, Pastelaria e Similares organiza o concurso “O Melhor Bolo-Rei de Portugal”. Este ano, o segundo prémio, na categoria Inovação, coube à Padaria do Largo, de Penacova.
Afinal, em que é que os mestres padeiros do largo da D. Amélia inovaram? Reinventaram a receita do Bolo-Rainha juntando-lhe… peru! Sim, o peru garantiu-lhes a distinção entre largas dezenas de concorrentes, de todo o país.
“É um bolo de sabor ligeiramente salgado que leva como principais ingredientes, os cogumelos, o bacon, sultanas, nozes, amêndoas e…peru!”, esclarece João Fernando Seco Costa que, logo a seguir, explica como apareceu o peru neste bolo-rainha – “como em alguns países, o peru tem um presença muito marcante nesta época natalícia, lembrei-me de experimentar! Em jeito de brincadeira, cá em casa, chamaram-me maluco…mas resultou!”
E tanto resultou que o júri do concurso não hesitou em atribuir-lhe o segundo prémio do concurso, na categoria Inovação. Aliás, é a segunda vez que a Padaria do Largo recebe um galardão da ACIP. Em 2016, o folar doce, feito no largo da D. Amélia recebeu a medalha de bronze.
Depois desta conquista, o trabalho ainda não terminou. A equipa de João Fernando procura dar um novo formato ao bolo, até para o distinguir dos clássicos Bolo-Rei e Bolo-Rainha. Com a experiência de Armando Silva, padeiro na casa há quarenta e quatro anos, e o aconselhamento de Paula e Marília Seco Costa, esposa e filha, respetivamente, testam-se novas formas de apresentar o bolo – “talvez o formato retangular, com o meio mais saliente, mais alto, a fazer lembrar o peito do peru, não seja totalmente descabido. Vamos ver o que vai sair daqui!”, acrescenta João Fernando.
A Padaria do Largo está situada no largo D. Amélia, naquele edifício, desde o início da década de sessenta, do século XX, mas a sua história é bem mais antiga. Nomes como Abílio Seco, bisavô de João Fernando e Francisco Teodoro Seco, fizeram crescer um negócio que, apesar da sua longevidade, continua a inovar! 
destaques

Recent Posts

Casa Aurora quer trazer turistas para Friúmes

Carlos e Palmira Pinheiro A casa, à entrada de Friúmes, começou a ser reconstruida há cinco anos, pelo pai de…

7 dias ago

Obras no “Ténis” depois de duas décadas de abandono

A obra vai custar meio milhão de euros Quem é de Penacova facilmente se lembrará das grandes festas que se…

3 semanas ago

Parque de Louredo pisca o olho aos canoístas

Louredo Natura Parque No início do ano, a câmara de Poiares inaugurou o Louredo Natura Parque. O espaço tem tudo…

4 semanas ago

O MOMENTO DOS PROFESSORES

Em termos laborais, nada há de mais justo do que contar o tempo de serviço efetivamente prestado, seja qual for…

1 mês ago

Antero mestre relojoeiro há cinquenta anos

Antero Alves tem 74 anos Encontro o mestre relojoeiro na conhecida rua Conselheiro Barjona de Freitas, no coração de Penacova.…

1 mês ago

O FUTURO DO IP3

Hoje assisti ao anúncio público, das obras de requalificação do IP3. Porque sou testemunha de muitas tragédias, quero acreditar que…

2 meses ago