Cartas brasileiras: Uma Coisa Leva a Outra

Estando um dia a pesquisar sobre Gondelim encontrei “Portugal Antigo e Moderno”,  livro publicado em 1886, tendo como autor Augusto Soares de Azevedo Barbosa Pinho Leal.

Curioso, deixando de lado o que me levara até ele, passei a folheá-lo ao acaso, quando me deparei com a Rebelião no Convento de Santa Clara, tema da minha última Carta Brasileira.

Fazendo as folhas correrem encontrei o grande incêndio de Lisboa, as penúrias vividas pela corte, o atentado contra o Rei D. José I, em 1758, e por consequência a desgraça dos Távoras; uma família de nobres executada em praça pública, no mesmo dia, por terem, supostamente, participado do atentado. A Marquesa de Távora, D. Leonor, que foi decapitada, teria dado um pito em seu algoz, reclamou, quando ele tentou afastar o colar que ela trazia no pescoço.

Para saber um pouco mais sobre o rei, um link me levou ao Museu da Torre do Tombo, e após a leitura do que me interessava, vi em uma das abas do site uma chamada sobre a Inquisição em Portugal. Na sequência encontrei o processo contra Hyppólito José da Costa; pela minha ignorância, até então, um ilustre desconhecido.

Logo fiquei sabendo, o brasileiro tinha ido para o cárcere por ser “pedreiro livre”, como se intitulam os maçons. A curiosidade ficou mais aguçada porque um grande amigo pertence a essa confraria. Fui então saber que o “réu” vem a ser o patrono da imprensa brasileira.

Para mostrar por completo o achado ao amigo, me meti a transcrever os 156 arquivos digitalizados do processo, e nisso estou até agora metido.

O português utilizado em 1811, ano em que acontece o julgamento, bem como as caligrafias dos escrivães são dificuldades que enfrenta quem se mete a buscar encrenca, na base de uma coisa leva a outra. E, muitas vezes, nem quebrando a cabeça consegui decifrar o que escreveram.

P.T.Juvenal Santos

Notas:
1)    O arquivo do processo contra Hyppólito José da Costa pode ser visto
através do link:
http://digitarq.dgarq.gov.pt/viewer?id=4522454
2)     
Por exigência da fonte, o desenho da execução, de autor desconhecido,
foi obtido em

        
destaques

Recent Posts

MEMORABILIA 17 – Balões passaram por Penacova

Alberto Malva no balão de ar quente A primeira travessia de Portugal em balões de ar quente aconteceu em maio…

4 dias ago

Concurso pode avançar nos próximos meses

Imóvel integra lista do programa Revive O Programa Revive foi lançado pelo governo em 2016 com o objetivo de abrir…

2 semanas ago

Uma barbearia que está sempre na moda

Fernando Dias e Pedro A moda da barba, nos rostos masculinos, fez renascer as barbearias. Em Lisboa, nas cidades e…

3 semanas ago

Um mercado para revitalizar a zona histórica

Edifício dos correios em Penacova Volto ao tema da reabilitação urbana do centro histórico de Penacova para dar um exemplo,…

4 semanas ago

Uma oportunidade para transformar o centro histórico

Centro histórico de Penacova O chamado centro histórico de Penacova tem sofrido, nas décadas mais recentes, com a chamada crise…

1 mês ago

Kristien e Dirk os pioneiros do Mondego

Dirk e Kristien fundadores de "O Pioneiro do Mondego"  Dirk Van Vossole, de nacionalidade belga, foi professor de educação física.…

2 meses ago