Eternamente grato ao “Juntos Somos Mais Fortes”!

Alguns elementos do grupo “Juntos Somos Mais Fortes”
Gostava de iniciar 2018, com um assunto ainda de 2017. Anualmente, nas mais diversas áreas, escolhem-se figuras, distinguem-se personalidades ou pessoas coletivas, pelos seus feitos, notoriedade, ou pela forma como conseguiram influenciar, ou servir de exemplo, à comunidade. Sem pestanejar, decidi escolher como figura do ano, o grupo de voluntários “Juntos Somos Mais Fortes”. 
Tentei, sem sucesso, convencer um dos seus mentores, Rafa Figueiredo, a juntar o maior número possível de amigos, para uma conversa que serviria de base a este texto. Em vão! Ocorreu-me então aquela velha máxima – “a verdadeira solidariedade começa quando não se espera nada em troca.”
A nega que recebi faz sentido! Estes verdadeiros heróis, que trabalharam sem descanso para sarar as feridas dos que sofreram com os incêndios, preferiram continuar “despercebidos”. O que fizeram, e foi tanto, fala por si!
O grupo “Juntos Somos Mais Fortes” surgiu, em São Pedro de Alva, imediatamente a seguir aos fogos de 15 de outubro. “Somos um grupo de amigos do alto concelho que está disposto a arregaçar as mangas e recolher os bens necessários para ajudar as vítimas dos incêndios”, ainda pode ler-se na página que criaram no Facebook.  
As redes sociais, por vezes tão criticadas, neste caso tiveram um papel fundamental. A corrente de solidariedade que se gerou encurtou distâncias e despertou vontades. O grupo teve milhares de adesões e partilhas e as ações solidárias surgiram de todo o lado, dentro e fora do país.
No terreno, com a ajuda das instituições locais ergueu-se uma estrutura de suporte, na Casa do Povo de São Pedro de Alva, para acolher os donativos que começaram a chegar após repetidos apelos nas redes sociais. Foram às aldeias, identificaram os mais carenciados, tentaram minimizar o seu sofrimento. Levaram palavras de esperança, mas também alimentos, roupas, mobiliário, materiais de construção, cabeças de gado, plantas, etc. 
Na grande maioria formado por jovens, este grupo de voluntários fez a diferença! Muito obrigado por tudo o que fizeram pelos penacovenses afetados pelos incêndios!
destaques

Recent Posts

Ex-presidentes de junta querem reversão das freguesias

Em 2013 São Paio foi agregada à freguesia de São Pedro de Alva O governo quer voltar a reorganizar o…

1 semana ago

Penacova e a Senhora do Mont’Alto

Gravura publicada no século passado  na imprensa local O nascimento de Nossa Senhora ou a Natividade de Maria é uma…

2 semanas ago

MEMO 18 – Confraria da Lampreia criada há quinze anos

Os percursores da Confraria da Lampreia de Penacova Em agosto de 2003 nasceu, por escritura pública, a Confraria da Lampreia…

3 semanas ago

INCÊNDIOS FLORESTAIS

Ao dar uma olhadela nos meus arquivos da semana passada encontrei esta capa de jornal. Cada um interpreta como quiser.…

3 semanas ago

História da Casa do Povo de S. Pedro de Alva é o tema de novo livro de Alfredo Fonseca

No dia 15 de Julho teve lugar a apresentação de mais um livro de Alfredo Santos Fonseca. É o oitavo…

4 semanas ago

História da Casa do Povo de S. Pedro de Alva é o tema de novo livro de Alfredo Fonseca

No dia 15 de Julho teve lugar a apresentação de mais um livro de Alfredo Santos Fonseca. É o oitavo…

4 semanas ago