Eternamente grato ao “Juntos Somos Mais Fortes”!

Alguns elementos do grupo “Juntos Somos Mais Fortes”
Gostava de iniciar 2018, com um assunto ainda de 2017. Anualmente, nas mais diversas áreas, escolhem-se figuras, distinguem-se personalidades ou pessoas coletivas, pelos seus feitos, notoriedade, ou pela forma como conseguiram influenciar, ou servir de exemplo, à comunidade. Sem pestanejar, decidi escolher como figura do ano, o grupo de voluntários “Juntos Somos Mais Fortes”. 
Tentei, sem sucesso, convencer um dos seus mentores, Rafa Figueiredo, a juntar o maior número possível de amigos, para uma conversa que serviria de base a este texto. Em vão! Ocorreu-me então aquela velha máxima – “a verdadeira solidariedade começa quando não se espera nada em troca.”
A nega que recebi faz sentido! Estes verdadeiros heróis, que trabalharam sem descanso para sarar as feridas dos que sofreram com os incêndios, preferiram continuar “despercebidos”. O que fizeram, e foi tanto, fala por si!
O grupo “Juntos Somos Mais Fortes” surgiu, em São Pedro de Alva, imediatamente a seguir aos fogos de 15 de outubro. “Somos um grupo de amigos do alto concelho que está disposto a arregaçar as mangas e recolher os bens necessários para ajudar as vítimas dos incêndios”, ainda pode ler-se na página que criaram no Facebook.  
As redes sociais, por vezes tão criticadas, neste caso tiveram um papel fundamental. A corrente de solidariedade que se gerou encurtou distâncias e despertou vontades. O grupo teve milhares de adesões e partilhas e as ações solidárias surgiram de todo o lado, dentro e fora do país.
No terreno, com a ajuda das instituições locais ergueu-se uma estrutura de suporte, na Casa do Povo de São Pedro de Alva, para acolher os donativos que começaram a chegar após repetidos apelos nas redes sociais. Foram às aldeias, identificaram os mais carenciados, tentaram minimizar o seu sofrimento. Levaram palavras de esperança, mas também alimentos, roupas, mobiliário, materiais de construção, cabeças de gado, plantas, etc. 
Na grande maioria formado por jovens, este grupo de voluntários fez a diferença! Muito obrigado por tudo o que fizeram pelos penacovenses afetados pelos incêndios!
destaques

Recent Posts

Pista da Atalhada continua sem homologação

Pista da Atalhada foi inaugurada em 2014 Foi inaugurada pelo município em setembro de 2014 para servir de palco, sobretudo,…

3 dias ago

MEMORABILIA 19 – “Ó camarada cá vai uma pulha!”

O aparelho que amplificava o som das pulhas O lançar das pulhas era uma tradição antiga, do tempo dos nossos…

2 semanas ago

A Lenda dos Três Rios

Muitas das compilações existentes sobre lendas portuguesas a referem, atribuindo-a à tradição oral da zona de Pombeiro da Beira, mas…

2 semanas ago

DA FICÇÃO À REALIDADE

  Este é o complexo diagrama das estruturas coordenadas pela Agif, a nova a Entidade criada pelo governo para coordenar…

2 semanas ago

Portugal Green Travel instala-se em Penacova

Hugo Teixeira Francisco tem raízes em Penacova Um novo operador turístico especializado em produtos ligados ao turismo/natureza, destinos/aventura e produtos…

3 semanas ago

Memórias da Beira Serra: gravuras do boletim “A Acção Regional” 1931-1934

De 1931 a 1934 publicou-se em Lisboa um boletim trimestral que tinha como título “A Acção Regional”. Dirigido por José…

1 mês ago