Petição do IP3 ultrapassa as 4500 assinaturas

Circulação na Espinheira está condicionada há vários anos
É mais do que evidente, a indiferença com que o poder central tem tratado o IP3. E não é de agora! A falta de obras de manutenção, a sinalização deficiente, o pavimento gasto, os estrangulamentos na via, são exemplos da mais completa falta de respeito pelos seus utilizadores. Desde 2001 que a Associação de Utentes e Sobreviventes do IP3 tem tido um papel relevante nesta questão, chamando a atenção para os erros de construção, para a elevada sinistralidade e para o descuido das autoridades. A colocação do separador central, que baixou de forma significativa o número de acidentes, muito se deve a esta associação.
As obras de requalificação do IP3 têm sido escandalosamente proteladas! Se as limitações à circulação, bem visíveis, há vários anos, na Espinheira e na Livraria do Mondego, fossem em qualquer ponto de uma CRIL ou CREL, na grande Lisboa, estou certo, já estariam resolvidas há muito tempo! 
Atenta a esta situação que se arrasta no tempo e compromete a segurança dos condutores, a Associação de Utentes e Sobreviventes lançou uma petição pública que defende uma intervenção urgente no pavimento, que se eliminem lençóis de água, estabilizem e reparem barreiras e taludes e se instale o separador central, em toda a extensão da via. A petição pública defende ainda a melhoria dos nós de acesso a povoações e zonas industriais, que se alarguem faixas de rodagem e se mantenha o IP3 livre de portagens.
A petição pública recolheu, até ao momento, cerca de quatro mil e quinhentas assinaturas. Está disponível na internet ( https://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT88249) e em vários locais públicos, dos municípios abrangidos pelo IP3.
Por ter atingido as quatro mil assinaturas, a petição, um direito consagrado aos cidadãos, será discutida no plenário da Assembleia da República.
Apesar de ter conseguido esta meta, a Associação de Utentes e Sobreviventes programou para o fim de semana da Páscoa, altura em que o tráfego automóvel dispara, uma ação de recolha de assinaturas junto das áreas de repouso, postos de combustível e restaurantes, mais próximos do IP3.
destaques

Recent Posts

Uma oportunidade para transformar o centro histórico

Centro histórico de Penacova O chamado centro histórico de Penacova tem sofrido, nas décadas mais recentes, com a chamada crise…

1 semana ago

Kristien e Dirk os pioneiros do Mondego

Dirk e Kristien fundadores de "O Pioneiro do Mondego"  Dirk Van Vossole, de nacionalidade belga, foi professor de educação física.…

3 semanas ago

Livro dedicado a Martins da Costa voa para Itália

"Contos Vividos" foi lançado em 2016 Aos trinta e um anos de idade, João Martins da Costa tomou contacto mais…

4 semanas ago

Maria da Luz e os melhores tremoços do mundo

Maria da Luz vende tremoços no centro de Penacova É uma daquelas figuras da terra que há, talvez, trinta anos,…

2 meses ago

Finalmente vamos divulgar a nossa oferta turística!

Imagem da nova plataforma Como escrevi, recentemente, o turista de hoje desfruta com os cinco sentidos. Não visita, aprende! Não…

2 meses ago

Ação social acompanha alunos africanos da EBA

EBA em Penacova Não é a primeira vez que a situação dos estudantes africanos que frequentam a Escola Profissional Beira…

2 meses ago